Artigos e Estudos

Self-interest on mutual fund management: evidence from the Portuguese market

Neste paper os autores investigam o conflito de interesses na gestão de fundos mútuos em Portugal. A investigação demonstra que, em Portugal, os fundos tendem a apresentar portfolios enviesados.

  

 

Self-interest on mutual fund management: evidence from the Portuguese market

Os investidores institucionais gerem uma fatia crescente dos activos nos mercados desenvolvidos. Anteriores estudos concluíram que os clientes dos fundos mútuos têm reacções assimétricas, uma vez que aumentam os investimentos nos fundos com melhor desempenho, enquanto desinvestem nos de pior performance. Este comportamento assimétrico dá a oportunidade aos gestores dos fundos de optimizarem em função dos interesses próprios do fundo e não dos seus participantes.

Neste paper os autores investigam o conflito de interesses na gestão de fundos mútuos em Portugal. A investigação demonstra que, em Portugal, os fundos tendem a apresentar portfolios enviesados, e. g., em que os activos financeiros da empresa mãe do grupo estão sobre representados, de forma não explicável pelo desempenho ou pelo risco subjacente aos activos financeiros e que é consistente com a hipótese da existência de conflitos de interesses na gestão dos fundos mútuos.

Consulte o estudo na integra:

Download do PDF


Instituto Português de Corporate Governance

Associação de direito privado, sem fins lucrativos

 

Instituto Português de Corporate Governance

 

Morada

Edifício Victoria

Av. da Liberdade, n.º 196, 6º andar

1250-147 Lisboa

Portugal

Informações

Tel./Fax: (+351) 21 317 40 09

E-mail geral: ipcg@cgov.pt

Skype: ipcg.portugal

Período de Funcionamento

Horário

10h00 - 13h00

14h00 - 18h00

Encerrado

Fins-de-semana e feriados