Notícias

Na origem da indignidade: má 'corporate governance'. Sempre

Jornal Negócios

Este artigo é escrito por um imperativo de consciência.

Que me trará, certamente, muitos dissabores.

Foi espoletado por uma mensagem de um ex-colega de administração de uma empresa que anda, neste momento, nas primeiras páginas dos jornais, obviamente pelas más razões, e que rezava assim: "O trabalho dedicado, competente e honesto de toda uma geração foi para o lixo e … não passa nada! Triste mesmo!"....Ver Mais »


Mercado de Capitais e Corporate Governance

Revista Economia & Mercado

Todas as economias desenvolvidas têm um mercado de capitais com dimensão e capacidade de actuação que permita o financiamento da economia através de instrumentos financeiros variados, diferentes das fontes de financiamento bancário tradicionais. Não é, assim, de estranhar que Angola ambicione deter um mercado de capitais com estas características e que esteja a desenvolver os necessários esforços para alcançar esse objectivo....Ver Mais »


O corporate governance vive uma crise de identidade

"O corporate governance vive uma crise de identidade"

Jornal Negócios

Pedro Rebelo de Sousa explica os objectivos do curso para não executivos e sublinha que a credibilização vem do exercício das funções com competência e responsabilidade....Ver Mais »

'Não executivos têm de se afirmar pela competência'

Jornal Negócios

Luís Todo Bom diz que a primeira edição do programa avançado para administradores não executivos foi um sucesso....Ver Mais »


Erro humano

Diário de Notícias

Recentemente, um comentarista do Financial Times exprimia a sua perplexidade sobre o estrondoso "despiste" da Volkswagen no escândalo da falsificação de informação sobre as emissões poluentes nos EUA. Que, além do dano reputacional, já lhe custara cerca de 17 mil milhões de dólares só em multas e indemnizações. O autor confessava a dificuldade em perceber "porque fizeram isso", reconhecendo que o mal teria de ser procurado no governo empresarial e na cultura que o enforma, e acabava por concluir que um "pobre e irresponsável governo empresarial e incentivos curto prazistas para os gestores são tristemente frequentes. E há sempre dinheiro a ganhar torneando das regras”. …Ver Mais »


Grande Entrevista

Jornal Expansão

Luís Todo Bom | Gestor e Professor Universitário
“Sem melhores princípios de governo das empresas, a diversificação não vai ser um sucesso”. Gestor falou com o Expansão à margem da “Conferência Corporate Governance”, organizada pelo Banco Keve. Para o luso-angolano, o sucesso da diversificação da economia depende também da adopção de bons princípios de gestão das empresas. …Ver Mais »


Macau Corporate Governance Institute

No âmbito do programa de realização da primeira Assembleia Geral do Instituto de Corporate Governance de Macau, instituição com a qual o IPCG celebrou em finais de 2016 um protocolo de cooperação, constava uma intervenção de fundo, de carácter formativo, sobre a problemática do governo societário e as tendências de evolução que vem conhecendo nos últimos tempos, com particular destaque para o papel que cabe, no exercício das respectivas funções, aos membros do órgão de administração, tanto executivos, como não executivos. Coube esta última intervenção ao Dr. Pedro Rebelo de Sousa, Presidente do Conselho Geral do IPCG.


Instituto Português de Corporate Governance

Associação de direito privado, sem fins lucrativos

 

Instituto Português de Corporate Governance

 

Morada

Edifício Victoria

Av. da Liberdade, n.º 196, 6º andar

1250-147 Lisboa

Portugal

Informações

Tel.: (+351) 21 317 40 09

Fax: (+351) 21 936 28 23

Outros Contactos: Formulário Online

Skype: ipcg.portugal

Período de Funcionamento

Horário

10h00 - 13h00

14h00 - 18h00

Encerrado

Fins-de-semana e feriados